MEUS QUINZE ANOS – Myrtes Mathias

É lindo descobrir que o botão
se transformou em rosa –
é lindo fazer quinze anos.
Ser moça e ser criança ainda
é um poema tão lindo
que é difícil agradecer.
Uma vida inteira para ser vivida,
milhares de horas para serem gastas,
uma existência para investir.

Meu dia de hoje.
Maravilhoso dia de hoje,
que não se repetirá jamais;
será um perfume que fica,
uma música que se ouviu um dia.

Meu dia de hoje.
Dia de ser feliz,
de cantar, de rir,
de escolher.
Dia de receber.
Dia de pedir a Deus o essencial,
o que ficará para sempre:
“Ensina-me, Senhor, o Teu caminho,
guia-me, Senhor, por vereda plana
porque são muitos os que me espreitam.”

Meu dia de hoje.
Dia de festa,
de beleza, de felicidade,
da vontade de ser sempre assim.
Dia da responsabilidade,
do preço que a gente paga
para ser moça e para ser feliz.
Os amigos me olham,
a família espera,
o mundo indaga,
procurando em mim algo diferente,
algo que lembre Jesus.
“Ensina-me, Senhor, o Teu caminho”,
perfeito, sem falhas, sem manchas,
sem remorsos;
ensina-me Teu caminho de amor e luz.
Cheguei à encruzilhada,
vejo muitas estradas,
não sei qual escolher.
Ensina-me, Senhor,
o caminho do serviço,
da vida útil,
do exemplo vivo;
do que não me arrependerei
– o Teu caminho, Senhor.

Amanhã meu dia de hoje será ontem,
quero continuar com a cabeça erguida,
quero sentir saudade,
deixar saudade do meu dia de hoje.

Dá-me, pois, Senhor, o Teu caminho,
mesmo que tenha a forma de uma cruz.
Ouve, Senhor, a minha petição:
Segura minha mão,
até que eu me pareça com Jesus!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s